18.9.13

Pelo fim da lista de presença

Precisamos ousar. Não podemos aguardar a escola mudar, para fazer as transformações que queremos. Precisamos fazer as transformações que queremos, para a escola mudar. A lista de presença é um meio coercitivo, opressor e antidemocrático de garantir a presença de estudantes em salas de aula. A liberdade de participação nas classes precisa ser compreendida como um princípio fundamental do aprendizado, uma vez que os indivíduos são livres para aprender, conhecer e experimentar. O direito a experimentação e ao conhecimento para além das paredes da sala de aula, deve ser garantido e assegurado, não punido. A lista de presença cumpre papeis distintos de acordo com nível de educação, se escolar ou universitário e também se público ou privado.
Nas escolas, a lista de presença serve como segurança meramente jurídica e controle de onde o jovem ou a jovem esteve durante determinado período. Esta segurança e este controle atende unicamente os interesses daqueles que pretendem manter os estudantes encarcerados e sob vigilância constante, por enxergar nestes perigos em potencial para si e em especial para a sociedade.