27.10.09

Parabéns Presidente

Aniversário do Presidente Lula...
tudo de bom para nós presidente.
Ficou bonito no filme viu! rsrs

Abraço.

24.10.09

É como diz Luis Eugênio...

De passagem no Blog do Prof. Luis Eugênio, não pude deixar de ressalvar seu comentário:

"TV ABERTA.

Uma passada rápida na TV, sábado pela manhã. Encontro Alexandre Pires fazendo de conta que canta num canal, Fantasmão em outro (sem comentários), um abestalhado chamado Silas Malafaia berrando feito um louco, Xuxa com sinais evidentes de demência precoce...Desisto. A humanidade anda realmente muito mal frequentada... "

http://luizeugeniovieira.blogspot.com/2009/10/tv-aberta.html

É professor, nossa humanidade ta muito, muito mau frequentada mesmo.
Gente como o Silas Mafafaia, R.R Soares e tantos outros sacanas, vendendo latas e litros de uma paz teleguiada, pra um povo que infelizmente se ilude com todo e qualquer resquício de esperança que alguém lhes dê.
É pra rir ou pra chorar?
Uma Mídia sacana e escrota, cheia de gente metida a besta, fazendo mais gente de besta.
Bandidos, metidos e mentirosos... não dá pra aguentar
E tudo isso, ao ritmo musical da desgraça... onde quem vende CD e ganha o dinheiro daqueles que não têm, é traficante convertido ao evangelho louvando ao senhor em ritmo de pagode.

Alguém nos salve!!
E como diz Luis Eugênio: SE LENHEM!

Saudações rubro-negras

BARRELA no Pelô


"Barrela é o primeiro texto do conceituado dramaturgo brasileiro Plínio Marcos. A montagem da Cia de Teatro Gente leva o público a entrar e sair como numa visita a um presídio.

Meia hora antes do espetáculo, atores com coletes de oficiais carcerários, circulam pelo foyer do teatro. Roupas esfarrapadas em varais pelos cantos, além de faixas com mensagens de protesto, completam a atmosfera de cadeia proposta ao público.

Todo o espetáculo, que dura uma hora, tem como cenário uma cela, na qual seis presos (Portuga, Bahia, Tirica, Fumaça, Louco e Bereco) dividem um pequeno espaço e vivem inúmeros conflitos. A situação se agrava com a chegada de um novo preso, um tipo burguês, batizado pelos outros de “Garoto” ou “Carne Nova”, que acaba sendo violentado pelos colegas.

Barrela foi escrita em 1958, mas, segundo Nathan Marreiro, continua atual por falar da brutalidade e da capacidade de sobrevivência humana diante da violência..."

Extraído e disponível em:
http://www.ciadeteatrogente.com.br/espetaculo_barrela.asp

22.10.09

A Sombra da Incontrolabilidade

Rato primitivo espalha praga entre nós:
pensamento impensado.
Rói adentro todo o nosso alimento
e corre de um homem ao outro.
Por isso o beberrão ignora
que ao afogar as mágoas em champanhe
engole em seco o insípido caldo
do pobre apavorado.

E já que a razão falha em exigir
direitos fecundos das nações
nova infâmia se levanta a incitar
as raças umas contra as outras.
A opressão grasna em esquadrões,
aterra no coração vivo, como em carniça -
e a miséria escorre pelo mundo todo,
tal qual a baba no rosto de idiotas.

Attila József

Tradução de Luciene Scalzo

20.10.09

Não somos tão ruis

"Não é da benevolência do açougueiro, do cervejeiro, do padeiro que esperamos nosso jantar, mas de sua preocupação com o seu próprio interesse"


Esta é a máxima liberal idealizada por Adam Smith, para dizer que o homem é egoista, essencialmente inerte e atomista. Uma criatura aboslutamente individualista e incapaz de pensar nos outros seres, independete se de sua espécie ou não, caso o motivo para tal não seja o interesse.
Mentira.
Os argumentos do cara, tem o mero objetivo de dar razão a sua teoria liberal, criando um credo popular que o homem é naturalmente ruim. Sim, porque se o homem é um ser social, mas não tem capacidade de pensar em benefício alheio (dos outros seres da sociedade), este homem é um ser ruim.
Não é possível crer na lógica liberal, e por tanto no seu desdobramento pós-moderno, o Neo-Liberalismo, tendo como base uma falácia como esta.
A consciência idividual do homem, está diretamente ligada a consciência coletiva, determinada pelo modo de produção. Se vivemos numa sociedade capitalista, cujo modo de produção estabelece valores de consumo para a sociedade, o homem, na sua consciência individual, terá muita chance de ser realmente uma criatura egoista. Agora não me falem que é por sua própria causa (do homem), mas sim pelo sistema no qual ele está inserido. É importante que isso fique claro.
O capitalismo é impróprio para vida...
É preciso desconstruí-lo!
Vamos continuar?

rsrsrs

Abraço.

18.10.09

No mundo há muitas armadilhas

No mundo há muitas armadilhas
e o que é armadilha pode ser refúgio
e o que é refúgio pode ser armadilha

Tua janela por exemplo
aberta para o céu
e uma estrela a te dizer que o homem é nada
ou a manhã espumando na praia
a bater antes de Cabral, antes de Tróia

No mundo há muitas armadilhas
e muitas bocas a te dizer
que a vida é pouca
que a vida é louca
E por que não a Bomba? te perguntam.
Por que não a Bomba para acabar com tudo, já
que a vida é louca?

Contudo, olhas o teu filho, o bichinho
que não sabe
que afoito se entranha à vida e quer
a vida
e busca o sol, a bola, fascinado vê
o avião e indaga e indaga

A vida é pouca
a vida é louca
mas não há senão ela.
E não te mataste, essa é a verdade.

Estás preso à vida como numa jaula.
Estamos todos presos
nesta jaula que Gagárin foi o primeiro a ver
de fora e nos dizer: é azul.
E já o sabíamos, tanto
que não te mataste e não vais
te matar
e agüentarás até o fim.

O certo é que nesta jaula há os que têm
e os que não têm
há os que têm tanto que sozinhos poderiam
alimentar a cidade
e os que não têm nem para o almoço de hoje

A estrela mente
o mar sofisma. De fato,
o homem está preso à vida e precisa viver
o homem tem fome
e precisa comer
o homem tem filhos
e precisa criá-los
Há muitas armadilhas no mundo e é preciso quebrá-las.

Ferreira Gullar

16.10.09

desGOVERNADORA DO RS



Extraída do blog do companheiro Júlio Garcia
Apud http://naoestaavenda.blogspot.com/

A UNE e o Pré-Sal

Olá

Queria reforçar as manifestações dos Companheiros da União Nacional dos Estudantes, que ontem (quinta-feira) iniciaram na Câmara dos Deputados, o processo de diálogo com os principais membros das comissões responsáveis pela elaboração dos projetos em torno do Pré-Sal.
A UNE defende que 50% dos recursos do Pré-Sal sejam destinados a Educação. Além disso, defende também a aprovação de um marco regulatório que garanta o monopólio da extração por parte de empresas estatáis.
Defender a Pretobrás é defender o Brasil. Exigir que metade dos lucros proporcionados pela extração do Petróleo da Camada Pré-Sal sejam destinados a educação, é garantir um avanço sem precedentes no ensino brasileiro.
O Petróleo é nosso!

Abraço.

13.10.09

Soneto Póstumo

Boa tarde... - Boa tarde! - E a doce amiga
E eu, de novo, lado a lado vamos!
Mas há um não sei quê, que nos intriga:
Parece que um ao outro procuramos...

E, por piedade ou gratidão, tentamos
Representar de novo a história antiga.
Mas vem-me a idéia... nem sei como a diga...
Que fomos outros que nos encontramos!

Não há remédio: é separar-nos, pois.
E as nossas mãos amigas se estenderam:
- Até breve! Até breve! - E, com espanto

Ficamos a pensar nos outros dois.
Aqueles dois que há tanto já morreram...
E que, um dia, se quiseram tanto!

1952
Mário Quintana

11.10.09

Retorno

Olá...

A muito, muito tempo não coloco uma letra sequer nas páginas deste blog.
Não conseguia tempo para escrever.
Mas agora, que consegui meu tempo de volta, também volto ao blog.
Sem mais explicações,

Até mais...