28.1.08

Uma grande descoberta.

Olá...
Primeiro queria agradecer a Luccy pela indicação do filme que assisti hoje, o qual, também indico aos que curtem uma "analogia futurista baseada na desgraça humana". Eu Sou a Lenda com Will Smith, muito interessante, assistam... e por mais que eu o tenha assistido com o a dedo de Naiara (ou melhor, a digital) no meio da lente do meu óculos, deu pra ver que esse vai ao Oscar.
Mas enfim, depois de ver o filme (quer dizer antes), encontrei o companheiro Nailson no Shopping, mas só depois do filme ter terminado é que soube de algo que (não tem nada a ver com filme, tudo bem) é significativamente representativo... Este blog é lido!!! Sério... você que está ai agora passando os olhos nestas letrinhas brancas de fundo preto... não é a unica pessoa momentaneamente desocupada não. Mas provavelmente será mais um na lista dos "li, mas não postei... é que... não sei...".
aiaiai
Amanhã tem festa não é isso. Muito bem então, Francesco (é assim que escreve?) às 19:30, beleza!
Agora deixa eu ir assistir Sai de Baixo e depois ficar pensando merda, até ter que acordar uma fulaninha ali.
Abraço.

PS: Brisa, você estava um espetáculo de Xadrez. Rsrs

27.1.08

Sofismos necessários?

Oi.
Amigos, caso alguém queira se manifestar futuramente, estou aceitando todas as opiniões. Acabo de definir algumas coisas para mim. Na verdade, isso é o que farei quando for dormir daqui a pouco. Sabe, é preciso fazer isso as vezes, o problema, é que não se consegue resolver tudo. Então, preciso definir o que é que quero resolver hoje. Umas pequenas alterações se farão necessárias, mas nada muito radical, pelo contrario, são as coisas não notadas, que espero que façam a diferença.
Não estava, e nem estou com o menor animo pra escrever, pelo contrário, estou com vontade danada de ir até a Orla agora. Porém, possivelmente isso não é o que eu devo fazer. Só pra não esquecer, Brisa, Raphaela e Naiara parabéns ai pela peça que finalmente assisti, Allana (acredito0 gostou bastante. E Brisa e Naiara, ... .
Como estava falando, só estou escrevendo mesmo por uma súbita vontade de colocar alguma coisa aqui no Blog, porque, o que eu estou pensando, com certeza não irá ir para cá.
E quem chegou até aqui, e gostaria de saber qual a opinião que eu estou aceitando... bem... eu não faço a mínima idéia, aquilo foi só um jeito de começar a escrever alguma coisa.
Abraço.

22.1.08

Trombetas, Forro e ansiedade.

Oi....
Acreditem se quiser, mas meus amigos, choveu em Petrolina. De verdade, o lugar mais próximo do centro da terra e do Sol, onde a água evapora porem não forma nuvens, de alguma maneira, após um dia de 67°C na sombra... choveu.
Mas brincadeiras a parte, finalmente caiu água, o que eu não sei se realmente é uma coisa boa, porque chuva em Petrolina nunca é acompanhada de coisas boas. Já sabem não é... se escutarem uma trombeta e começar a cair vinho do céu... pode correr pra Igreja.
Mas vejam só... espero que ainda não seja o Armagedon, afinal, temos agora mais um artista entre nós. É, o companheiro Francisco Átila finalmente está desbancando ai na vida artística, já é praticamente um Edson Lima com um manequim menor. E por mais que eu não tenha o mínimo saco pra as músicas que ele canta ( onde canta muito bem por sinal) tenham certeza que não vou perder a chance de vê-lo.
E finalmente, a vida está voltando a velha, conhecida e maravilhosa rotina. Mas calma, isso não deve durar muito tempo... ainda tenho um bocado de dias ai de férias, ou seja, muita coisa pra fazer. Esperando muita coisa chegar. Acontecer. E essa ansiedade está me fazendo um bem danado.
Um abraço.

18.1.08

...Sempre, não é todo dia.

A grande maioria das pessoas, possui uma imensa facilidade para sempre repetir... SEMPRE. Para alguns é uma necessidade de demonstrar o grandioso sentimento que se possui por alguém, para outras, é simplesmente um modo de expressar os seus desejos mais profundos, e claro, existem aqueles que costumam dizer sempre, pelo simples fato, de não saber o que dizer.
"Sempre vou te amar!"
"Sempre me lembrarei de você"
Sempre... sempre... sempre...
Um nunca disfarçado de um jeito mais fácil de se falar. É uma definição prática de sempre.
Mas... afinal de contas... o que é pra sempre? Ele realmente existe?
Os sentimentos talvez sejam para sempre......... Não, sabemos que não. Alguns podem ser fortes o bastante para (talvez) ultrapassar os limites da vida, claro que isso não sabemos, mas talvez seja.
Podemos explicar como puro desejo. Mas que danado de desejo utópico é esse? Afinal de contas... até quando vai o sempre?
Como disse o Oswaldo Montenegro, "...Sempre, não é todo dia...".
Realmente... podemos até dizer que sempre amaremos uma pessoa... mas isso não significa que a Amaremos igualmente todos os dias...
Não adoramos ninguém todos os dias....
Não estamos com alguém todos os dias...
Sempre lembramos de alguém... mas não todo dia...
E nem por isso, coisas como estas, deixam de ser sempre.
Mas o que se está em jogo é... quando o sempre torna-se uma mentira. E por vezes uma mentira completamente desnecessária.
É preciso cuidado... porque: Mentiras podem não durar para sempre. Mas suas conseqüências... eu não sei.

abraço.

14.1.08

Indo para casa....

Olá...
galera, estou voltando hoje a noite para casa. Depois de pouco mais de uma semana na terra de todos os santos... preciso voltar ao lar.
Aqui foi uma experiencia legal, ao menos agora, não mais poderão dizer que eu estou falando sem conhecer a coisa. Bom... o lugar é agradavel... conheci alguns Museus interessantes (se bem que o MAM poderia ser bem melhor).
Palavras como... Lapa, Farol da Barra, Pelourinho... arg argh e argh de novo... (bricando) já não são mais estranhas. É legal... fora claro a grande concentração de musicas de baixa qualidade. Pessoas muito bonitas... de verdade.
Praia, Shopping... tudo que se podia...
Além de... minha nossa... Vatapa, Carurururururu, agora posso falar: EEEEEEEECCCCCCCCCAAAAAAAA!
hahhauhahauhahuauhua
No mais... foi uma viagem muito, mais muito agradável, além de produtiva... li bastante uns negócios por aqui... além de boas conversas.
Em um único sentido ela poderia ter sido melhor... mas, que nada... oportunidades sempre existiram, a questão é se poderemos aproveita-las... não sei.
22:00 parte o meu onibus. Estava pensando em ir a Garanhuns... ver o povo. Mas nã consegui falar com Aline e não sei se dá pra eu ficar na sede da UESG... então.. Para CASA!
Um abraço...

8.1.08

Salvador-BA

Ainda em Salvador.
Bem, na verdade... melhor do que eu esperava. Fora claro a necessidade de evitar os locais onde os pagodeiros co-habitam. Acredito que vou passar ainda alguns dias por aqui. Estou aproveitando para ler um pouco mais sobre um assunto que tinha deixado de lado... Religião. Vamos lá.
Outra coisa... estou tentando resolver as coisas... provavelmente logo logo devo estar colocando as coisas em seus lugares. Só espero que isso não leve muito tempo. Afinal, não posso esperar muito pra resolver algo que não envolve apenas a mim.
Estou pensando em passar em Garanhuns antes de ir para casa. Não sei... também estou cogitando Triunfo ou São José do Egito.... vou analisar melhor, qualquer coisa... direto pra casa...
Então até mais...
um abraço.

4.1.08

Dados...

Olá...
estou em (bate na boca três vezes) Salvador-BA.
É, sei que havia prometido que jamais pisaria os pés nesta terra.. porém... tenho motivos significativos para estar aqui.
N sei quando qaundo volto a petrolina, apenas quando as roupas acabarem.
Bom... ao menos comecei bem. FIZ UM BOLO... e a melhor parte.. DEU CERTO.
Tudo bem... não ficou assim... olhá que bolo... minha nossa que maravilha... mas... vamos lá, ta comivel!
um abraço...
até mais.

2.1.08

Eu..

...
Vocês conhecem um cara idiota? caso não, prazer: Patrick Campos.
Lembro que a alguns textos atrás escrevi sobre sentimentos... texto que agora mais me parece um prefácio... louca e incontrolavel vontade de "sofrer"... é foi isso que eu disse. E disse com uma certeza que naquele momento era somente criativa, ideológica... mas que acabo de experimentar uma dose exagerada que continua sendo entornada em minha boca... e não estou conseguindo parar.
Acabo de chegar de minha cidade... Belém do São Francisco. Junto com grande parte da família, passei o Ano Novo. (Por sinal, desejo a todos um ótimo). Porém aqui de casa fui somente eu. Passei três dias, aprendi a andar de cavalo e também de carro... coisas bem produtivas! Além... junto com uns primos desatolei um Pedalinho da margem do rio... porém o troço tava furado e foi um trabalho bem inútil. Banho de rio, de piscina, de bica... muita comida, bebida, música (não muito boa... mas muita música!!!).
Mas a coisa mais importante de tudo isso, foi porque pude aproveitar para fazer uma pequena reflexão sobre... eu (talvez gramaticalmente errado, mas sim... sobre eu). e pensando nisso... dentro de um carro... ao som da voz do Renato Russo... imaginei o poder da honestidade, e como as vezes a mentira se torna momentaneamente forte perto dela. Como podemos preferir dizer e ouvir mentiras... do que sentir o peso da verdade. Agora acredito... dize-las... é muito mais fácil... muito mais fácil mentir. Porém... não consegui! hehe é... dessa vez não... por opção. Já é a segunda vez que me encontro em situação asfixiante como esta. Aparentemete o comenta sobre o qual estou gosta muito de passar pelo mesmo luagr Zé.
Começando o ano... pensando... pensando e descobrindo uma coisa que provavelmente poderia te me feito bem... mas já não sei mais. Não sei devido a droga da verdade.
Opção.
Paixão?
Hoje vou para (bate na madeira) Salvador. Devo passar algum tempo lá... preciso de tempo. Melhor... preciso descobrir o que fazer com ele.
Tenho a leve impressão de que daqui a algum tempo... vou ler isto aqui... e talvez rir. Talvez...

Um grande abraço...

mr_p